Menu de Navegação de Páginas

Conheça os vencedores da 1ª edição do BIG Festival

Conheça os vencedores da 1ª edição do BIG Festival

Unmechanical, desenvolvido pela empresa sueca Talawa Games, foi eleito o melhor jogo independente de 2012. Cerimônia aconteceu sexta-feira, 30.11,com o auditório do MIS lotado

O BIG, terminou domingo, 02 de dezembro, mas os vencedores foram conhecidos na sexta-feira, dia 30 de novembro, em uma animada cerimônia realizada no auditório do MIS – Museu de Imagem e do Som – e comandada pelo jornalista gamer Luciano Amaral. Os destaques foram os games Unmechanical e Papo & Yo, que ganharam dois prêmios cada um. Unmechanical levou o prêmio de Melhor Jogo e de Melhor Som, e Papo & Yo ganhou as categorias Voto Popular e Melhor Narrativa.

O BIG foi o primeiro festival de jogos independentes realizado na América Latina. Durante o evento, o público pode conhecer e jogar gratuitamente 19 jogos (quatro brasileiros e 15 extrangeiros) indie que concorreram em oito categorias a um total de R$ 56 mil em prêmios. Paralelamente à exposição, o festival contou com uma série de atividades, como um desafio entre equipes (Dev Island) de desenvolvedores que ficaram 24 horas isolados e sem acesso a internet para criar um game a partir de informações idênticas, palestras, apresentação de projetos ainda não finalizados ou publicados comercialmente (DemoNight), workshops de jogos de tabuleiro e um fórum de negócios com a presença de grandes compradores internacionais.

Conheça abaixo todos os vencedores:

Melhor Jogo Online – O melhor game online, escolhido por voto popular entre os 40 disponíveis, foi o Jelly Scape, do estúdio brasileiro TawStudio, que recebeu R$ 5 mil.

Melhor jogo pelo voto Popular – Papo & Yo, da empresa canadense Minority Media.

Melhor Som – Unmechanical, da sueca Talawa Games, recebeu R$ 2 mil.

Melhor Arte – Wonderputt, da Damp Gnat, do Reino Unido, recebeu R$ 2 mil.

Melhor Narrativa – Papo & Yo, da Minority Media, também conquistou a categoria Melhor Narrativa, cujo prêmio foi de R$ 2 mil.

Melhor Gameplay – O jogo premiado com R$ 2 mil foi Tiny and Big: Grandpa’s Leftovers, da alemã Black Pants.

Revelação Brasil – Out There Somewhere, dos desenvolvedores brasileiros da Miniboss, receberam troféu, mais R$ 7 mil e uma licença para usar o software para desenvolvimento de jogos Unity Full Version.

Melhor Jogo – O grande vencedor da noite foi o jogo Unmechanical, criado pela Talawa Games. Eleito por um júri formado por Chris Avellone, Jason Della Rocca e Leah Hoyer, os desenvolvedores indie receberam R$ 30 mil.

DemoNight – XH20 (Single Player com elementos de puzzle), desenvolvido pela brasileira PetitFrabrik, que recebeu um troféu pela conquista.

Dev Island (Desafio 24 horas) – O jogo vencedor do desafio 24 horas foi o Pro Gamer: The Game, da equipe brasileira Catavento, que recebeu R$ 6 mil.

Sobre o BIG – Brazilian International Game Festival – Inspirado no Festival Independente de Games de São Francisco (IGF, o BIG visa fortalecer a produção independente de games no Brasil por meio da capacitação de profissionais, troca de experiências e intercâmbio de produtos, e se estabelecer como ponto de encontro e de referência para desenvolvedores de jogos nacionais e internacionais. A programação inclui atividades exclusivas para desenvolvedores iniciantes ou profissionais e outras abertas ao público, como a exposição, game play e votação de jogos participantes do festival. O BIG é realizado pela empresa brasileira Game, co-realizado pelo MIS e pela Secretaria da Cultura do Governo do Estado de São Paulo, e patrocinado pela FundaçãoTelefonica e Vivo.

Serviço

BIG – Brazilian Internacional Game Festival
Data: 22 de novembro a 2 de dezembro
Local: MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo)
Endereço: Avenida Europa, 158 – Jardim Europa, São Paulo – SP
Horário: das 12h às 22h (dias úteis) e das 11h às 21h ( fins de semana)
Entrada: gratuita
Mais informações: www.bigfestival.com.br

Zêr Arnaldo

Atua na área de Geoprocessamento, é editor do Titan Games. Foi curador da área games da Campus Party, adora quadrinhos, fotografia, astronomia, sonhador como Julio Verne, fan do bom e velho rock ‘n roll. Sua meta é conhecer os quatro cantos do mundo, ou quem sabe ir para o alto, e para o infinito ! 🙂

Deixe o seu comentário, crítica ou sugestão !